3

Os tempos mudam

Posted by Hugo Alves on 15:07
Tive poucos acessos à internet essa semana. O básico mesmo. Ler alguns emails e algumas notícias. E só. E olha que minha internet residencial estava funcionando perfeitamente. Acho que é a fase.

Houve tempos em que as crianças brincavam na rua. Amarelinha, pique-esconde, chuta-latinha e tantas outras brincadeiras. Quem nunca jogou bete usando tacos de madeira e litros de óleo ou um futebol usando as chinelas como traves do gol, na rua? Velha infância. Na rua aqui de casa, certo dia, quando eu ainda era criança (ah vai, não faz tanto tempo assim, ora), chegamos a contar 52 crianças se divertindo com as mais diversas modalidades de brincadeiras. Saudades daquele tempo. Éramos todos felizes e não sabíamos.

Hoje em dia a criança já ganha de cara um notebook de brinquedo, daqueles da Xuxa ou similares. Jogar bola passa a não ser mais tão interessante quando se tem um Playstation de ultima geração ou um computador com jogos que possuem gráficos maravilhosos, podendo jogar online com pessoas de qualquer parte do mundo. 

Ah, a internet. O quanto ela mudou nossas vidas. Ficar sem internet um dia é sinônimo de um longo dia, mais comprido do que um dia de fome. Não podemos negar que a difusão dessa gigantesca rede não tenha trazido alguns malefícios. A disseminação de conteúdos pornográficos, hackers (crackers) maliciosos, enfim, uma feira livre. Os textos com erros ortográficos nos ajudam cada vez mais a declinarem nosso conhecimento em relação à ortografia.

Mas sem dúvida os benefícios são compensadores. Quanta coisa atrativa tem na internet. Não apenas obras interessantes de pessoas que não tinham meios de comunicação para divulgarem, mas também músicas, imagens, vídeos, dentre outros. Por falar em vídeo, é possível passar um dia inteiro vendo piadas ou assistindo documentários e reportagens sobre um determinado assunto, no youtube. A informação não só apenas chega a um número maior de pessoas como também chega de forma rápida, muitas vezes instantânea ou ao vivo. Pra tudo que precisamos tem uma comunidade no Orkut. Pra fazer propaganda ou um marketing viral então, é uma beleza. Através da internet, o e-commerce facilitou, e muito, para vencer a barreira de o cliente e o produto estarem geograficamente distantes. Fóruns de discussões nos permitem compartilhar conhecimentos com pessoas com dúvidas, necessidades ou curiosidades em comum.  As novidades não param de aumentar e não precisa ser um gênio para saber que muito ainda será acrescentado e modificado.



Adeus tempo em que só tínhamos conhecimento de algo que Globo nos permitia ter. Hoje a informação é abundante. Melhor ter que aprender a filtrar o que é interessante em um rio de informações do que nos restringirmos às notícias que não eram censuradas pelo monopólio da televisão brasileira, até pouco tempo atrás. Através da internet temos acesso a uma notícia das mais variadas fontes, nos permitindo criar nossa própria visão, e isso com certeza moldaram pessoas mais críticas. E quem critica é porque tem alguma opinião formada.

Os tempos mudaram, perdemos por um lado mas ganhamos por outro. Há quem tenha saudades daquela época, quem não chegou a conhecer e/ou desfrutar das brincadeiras nas ruas e também quem nem mesmo conhece outro cenário a não ser elas.

Na era da informação quem tem acesso é privilegiado e quem sabe interpretá-la é rei.

3 Comments


juro que meus filhos vão penar pra ter celular e e-mail e etc antes dos 15 anos! acho um absurdo não só a comunicação das crianças como o jeito que elas se vestem! Às vezes é melhor nem ter filhos, neah? haha

mt bom o texto! :D


Post muito bem escrito, gostei.
Ah, e gostei também do novo template, rs.
Mas voltando ao tema,o que me preocupa hoje não é nem essa questão de se éramos ou não mais felizes ou se quem está vindo agora será ou não mais feliz, porque querendo ou não esta é a realidade deles. Mas nós que vivemos neste período de transição, que assistimos às brincadeiras na rua e que também temos hoje o acesso a esse mundo tecnológico, como será nossa velhice? Serei uma coroa high tech?! Já parou pra pensar nisso? Sua vida adulta e além dela será totalmente diferente da dos seus pais e avós e para isso ainda não há modelos, seremos desbravadores e isso ainda me assusta. Mas nesse caso é o viver para descobrir, não é?Abraços


Mel, tá complicado, neh?!....rs

Viiii, obrigado.
Realmente, não sabemso o que estar por vir e teremos que ser bons desbravadores...rs, então vamos viver pra descobrir.

Copyright © 2009 Hugo Alves All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates