7

CFA - Utilizado para construção de sonhos por alguns, de desejos por outros.

Posted by Hugo Alves on 11:54

Tenho raiva (raiva não é pecado, o ódio é..rs) de quem cita Caio Fernando de Abreu (CFA) ou similares.  Essas pessoas deveriam ser erradicadas da face da terra, seria um favor para a humanidade, passando a existirem assim como existem os dinossauros – apenas na história. Não me refiro à qualidade dos textos, pelo contrário, CFA tem uma capacidade única de representar com exatidão a realidade em suas palavras e de transmitir ao leitor uma força poderosa. Seus textos são capazes, através da tamanha sabedoria e precisão, de retratar situações, sentimentos, jeitos e trejeitos, sensações e emoções. Enfim, indiscutivelmente ele é um verdadeiro poeta. O problema é que grande (utilize um multiplicador bem alto aqui) maioria dos seus leitores não possuem nem sequer a capacidade de analisar o que é certo ou errado, tampouco identificar que, pelas suas atitudes, seria incoerente citar certas “verdades” de CFA.

Eu gostaria de ter um décimo dessa cara de pau coragem que os seres dessa espécie possuem ao fazer essas citações. Pessoas que, se torna inevitável percebermos que seus atos contradizem todas essas frases bonitas, fraternais e, principalmente, sofredoras que são postadas nas redes sociais. Pessoas que só sabem viver de futilidade, de indiferença com o próximo, de desejos materiais e de status, que não acrescentam em nada para manutenção dos bons princípios e respeito que os seres humanos veem perdendo há muito tempo. Pessoas que não possuem o mínimo de preocupação com o sentimento alheio, mas se sentem extremamente fragilizadas quando se tratam de seu próprio sentimento. Que plantam interesses egoístas, mas que almejam colher gestos bonitos e sinceros que supram suas necessidades. E mesmo tomando caminhos egocêntricos, o infeliz goza da liberdade de escolher e citar uma bela frase de CFA de forma que fique explícito o tamanho de sua infelicidade, da imensa "injustiça" que sofrera. Infeliz sim. Infeliz merecidamente. Infeliz porque quer que sua vida seja uma festa sem fim e sem ressacas, pois é simples considerar como algo não justo o que por pessoas em sã consciência é enxergado como consequências dos nossos atos. Seria um pseudo-infeliz ou pura mediocridade? Tanto faz.

E tenho a impressão que só entendem o que Caio Fernando fala porque a linguagem utilizada por ele é muito simples, mesmo que o individuo não tenha o hábito de ler é possível entender perfeitamente a mensagem passada pelo escritor. Por isso é tão fácil...

Post encerrado assim mesmo, de forma abrupta!

Sobre o título, como diz Augusto Cury: "Sonhos são projetos de vida, desejos são intenções superficiais (...) E desejos e mais desejos não resistem ao calor dos problemas na segunda feira".

PS 1: É, eu sei que radicalizei.
PS 2: Esse texto foi motivado pela quantidade de ocorrências e não por apenas uma pessoa. 
PS 3: Tentei não generalizar, pois isso é errado. Não são todos os leitores do Ilustríssimo poeta Caio Fernando que se encaixam no perfil acima.

Links para esta postagem

Copyright © 2009 Hugo Alves All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates